Em meio a tantas violações e acontecimentos que não compreendemos, seja Xangô nosso amparo

Frete Grátis para Todo Brasil

X

A psicologia dos Orixás, arquétipos e estereótipos da personalidade humana - I

A psicologia dos Orixás, arquétipos e estereótipos da personalidade humana - I

Oxalá

Atributos: fortaleza e paciência. Estabelece a ligação com a espiritualidade e leva ao despertar da fé, à compreensão do “religare” com o Cristo interno.

Tipos psicológicos dos filhos de Oxalá: são cuidadosos, generosos e buscam sempre a perfeição, podendo se tornar detalhistas. Inconstantes e por vezes amuados, impõem suas opiniões e têm grande capacidade de mando, embora “disfarçada” numa suavidade do jeito de se imporem; não raramente, tornam-se líderes em suas comunidades. Bondosos, serenos, prestativos, pacientes e sábios. Perante certos obstáculos da vida, podem ser lentos em suas decisões, distantes e fechados, mas são persistentes e não gostam de fazer alarde. São aparentemente frágeis, um tanto delicados. Em contrapartida, essa aparente fragilidade psíquica é compensada com uma enorme força moral, o que os faz fortes diante das fraquezas humanas, dos doentes e oprimidos. Na velhice, tendem a ser rabugentos e irritadiços, todavia sem perder a boa aparência e os modos educados, pois procuram ser agradáveis, o que não significa fraqueza de vontade e falta de firmeza em suas opiniões. São de Oxalá pessoas altruístas e dedicadas a uma causa social, de ajuda aos injustiçados e aos oprimidos.

Aspectos positivos: devoção, fé, abstração meditativa, ligação com o espiritual, calma e serenidade “aparente”. São asseados mental e fisicamente, caseiros e amigos acima de tudo. Com eles, regem a tranquilidade, o silêncio e a paz no ambiente.

Aspectos negativos: fanatismo, isolamento, autoritarismo, desprezo pelo material, melancolia, impaciência, ira, crueldade, mania de limpeza.

Saúde: têm um sistema nervoso delicado; “aparentemente”, inspiram tranquilidade, mas são explosivos interiormente, necessitando de períodos de isolamento como forma de repouso. Devem cuidar da coluna vertebral (rege coração e coluna). As doenças do sistema circulatório e cardiovascular são associadas a inchações, artrites e artroses. Os “males de velhos” são comuns quando o filho de Oxalá atinge a idade avançada.

Elemento: ar.
Mineral: pedras brancas, diamante e brilhante.
Metal: ouro.
Signo regente: leão.
Planeta: Sol.
Ervas: arruda, levante e guiné.
Flor: girassol e jasmim.
Chacra: coronário.
Cristal: cristal de quartzo, diamante, howlita.
Saudação: Êpa E Babá – exclamação de surpresa, grande admiração pela honrosa presença do Pai

Iemanjá

Atributos: respeito e amor; desperta a grande mãe em cada um, a percepção de que podemos gerar “vida” e de que somos cocriadores com o Pai. Estimula-nos ao amor maternal, sem apego, fazendo que seus filhos sejam cidadãos do mundo.

Tipos psicológicos dos filhos de Iemanjá: podem ser imponentes, majestosos, dignos, calmos, sensuais e fascinantes (o canto da sereia). As filhas de Iemanjá costumam ser altas e “robustas”, de cinturas largas e seios generosos. Geralmente, são sérias, calmas, cuidam da vaidade e da aparência. Por vezes, são fechadas, pacientes, prestativas, excelentes na organização de procedimentos, sobretudo nos aspectos disciplinadores de um centro espiritualista ou comunidade terreiro. Eventualmente, tornam-se mais combativas e podem até se enfurecer se contrariadas no ideal a que se propõem defender em prol do coletivo ou da família de “santo”, como se fossem uma “baleia” que balança o “rabo” fazendo ondas brabas. Convertem-se em boas educadoras, dedicadas no lar e dadas ao relacionamento social, porém tendem a ser vingativas e a ter dificuldade de perdoar as ofensas, pois geralmente são ciumentas e possessivas com as pessoas que amam.

Aspectos positivos: prosperidade e abundância em todos os sentidos; acolhimento, zelo (preocupação com o bem-estar dos que ama), sentido de união, humanitarismo, criatividade, procriação no sentido de progresso (evolução).

Aspectos negativos: avareza, rejeição, medo, apego, ciúmes, posse excessiva (paralisando o progresso), mesquinhez e insensibilidade.

Saúde: podem apresentar distúrbios renais que acarretam prejuízos à pressão arterial, bem como artrites e reumatismos; tendem a manifestar alergias a lugares fechados e rinite alérgica ou asma. Seus pontos fracos são as glândulas suprarrenais e o aparelho reprodutor.

A “GRANDE MÃE IEMANJÁ”.
“Yèyé omo ejá” “Mãe cujos filhos são peixes”.

Iemanjá é considerada um Orixá dos primórdios da Criação. Quando Oludumare – Deus encarregou Obatalá de criar o Ayê – Terra, lá estava a Grande Mãe, Geradora Divina, fornecendo a água para a formação da vida. Então Iemanjá não é apenas uma figura feminina passiva e materna, é uma matriz energética extremamente poderosa controlando uma série de Atributos Divinos.
Iemanjá é a “Grande Mãe” por ser a principal conhecedora das profundezas do Ori – nossas cabeças, no sentido metafísico – e a “confecção” de todos os destinos tem a sua supervisão, lhe dando atributos de conhecedora e conservadora da humanidade. Como Mãe Provedora, acolhe e conduz nossas mentes ao renascimento para as coisas do espírito, manifestando-se em anseio latente de compreensão do sentido “oculto” da vida. Como Irradiação Sagrada domina o poder das profundezas dos oceanos e suas riquezas e pode naturalmente responder súplicas às margens de rios e lagos.
Quando necessário para o equilíbrio planetário suas forças se movimentam incrivelmente fortes através de furacões e agitação descontrolada dos oceanos, sendo uma das energias fundamentais da cosmogonia ou cosmo-gênese espiritual, pois sem o elemento aquoso não teríamos vida na Terra e não seria possível a reencarnação de espíritos que já têm consciência que existe algo fora de si e de que não somos somente instintos. Tanto que Iemanjá está contida em todos os seres humanos através dos sais das águas marinhas que são símiles na sua composição química aos do suor e das lágrimas. Cuidemos dos mares, zelemos pela nossa Mãe Divina que ela sempre “olhará” por nós com amor e compaixão.

Elemento: água.

Mineral: ágata e cristais leitosos.

Metal: prata.

Signo regente: câncer.

Planeta: Lua.

Ervas: colônia.

Flor: rosas brancas.

Chacra: frontal.

Cristal: água marinha, pedra da lua e abalone.

Saudação: Odoyá – salve amada senhora das águas.

Xangô

Atributos: sabedoria e prudência; equidade, ponderação e honestidade; entendimento do encadeamento de nossas ações e reações, as quais estabelecem uma relação de causa e consequência no sentido de ascensão espiritual (equilíbrio cármico).

Tipos psicológicos dos filhos de Xangô: costumam avaliar os fatos com muito critério. Geralmente, não tomam decisões rápidas, sem pensar o suficiente sobre todos os ângulos das questões a serem resolvidas. São capazes de grandes sacrifícios, mas podem se aborrecer se algo não sair conforme planejaram. São metódicos, honestos e precisos em suas decisões. Às vezes, voluntariosos e rígidos em suas opiniões. Quando diretamente contrariados em seus pontos de vista, são enfáticos e até duros na defesa de suas opiniões, sobretudo se estiverem com a razão. Todavia, com a maturidade, tornam-se muito sábios, mansos e de grande compostura moral, como o velho pastor da montanha, que tem a firmeza da rocha e a mansuetude da ovelha. Apresentam tendência à obesidade, são robustos e de certa imponência. Possibilidade de ficarem orgulhosos, prepotentes e teimosos. Em contrapartida, costumam ter qualidades de liderança, que, se muito estimulada, poderá torná-los atrevidos, valentes, agressivos e até cruéis. Excelentes advogados, juristas, líderes políticos, comunicadores, intelectuais e filósofos.

Aspectos positivos: justiça, discernimento, palavras adequadas no momento certo, equidade, nobreza de caráter, atitude digna, organização e trabalho, progresso cultural e social, altivez e inteligência. Têm habilidade na oratória e no domínio das multidões, gostam do conforto e da boa mesa. Decisão, vontade, concretização e iniciativa, eloquência e articulação.

Aspectos negativos: onipotência, rigidez de opiniões, vitimização, palavras metálicas que ferem (“só eu tenho razão”), prolixidade, ingratidão, autoritarismo, insensibilidade, arrogância, vaidade exagerada e conservadorismo extremo.

Saúde: problemas no sistema cardiovascular, podendo aparecer hérnia, hipertensão, estresse e ansiedade (impotência masculina), problemas no fígado e vesícula.

Elemento: fogo.

Mineral: ametista, topázio.

Metal: estanho.

Signo regente: sagitário/peixes.

Planeta: Júpiter.

Ervas: guiné, para-raios.

Flor: lírio branco.

Chacra: cardíaco.

Cristal: jaspe marrom e vermelho, quartzo citrino, pedra do sol e ágata de fogo.

Saudação: Kawô Kabiecile! Permita-nos olhar para Vossa Alteza Real! Ou, ainda, Venham admirar o Rei.

Textos retirados do livro de Norberto Peixoto: Iniciando na Umbanda.
Link para compra: https://www.lojalegiao.com.br/

Comentários